Meu neologismo

by


Nenhum clichê do mundo consegue te definir, seu jeito é único e totalmente seu, é diferente de tudo que eu já experimentei algum dia e de certa forma, sei que isso é o certo e o que faltava em mim. Por mais que eu tente procurar adjetivos que te definam, você é único e pede por palavras que não existem, faço neologismos para tentar te descrever e só assim consigo dizer como você é. 
   Sempre que lia nas histórias de romances, ficava imaginando se algum dia eu teria alguém como o dos livros, alguém que não tivesse só beleza exterior, mas que, principalmente, tivesse o interior mais lindo do mundo. Então, quando já estava cansada e com os pés doloridos de tanto caminhar por terrenos áridos e pessoas rudes, você chegou, uma mistura de todos os protagonistas, de todos os pares românticos e de toda essa mistura, saía algo único, o meu par: a junção de tudo que eu sonhei e de tudo que eu nunca imaginei encontrar. Nem o mais imaginativo dos autores conseguiria te criar. Quando te olho, não consigo mais imaginar minha vida sem você. Sem o seu sorriso, que me impulsiona a ser melhor. Sem o seu olhar, que me deixa sem fôlego. Sem o seu abraço, que eu me atrevo a chamar de lar. Sem o seu coração, que me deixou entrar na sua vida e que me acolheu em toda a sua imensidão, me deixando fazer morada. Sim, você é aquele sonho de noites bem dormidas, aquele idealizado pelos poetas e aquele escrito nas mais lindas canções. O meu sonho. Já tentei escrever um texto sobre você, com as mais puras verdades e sentimentos, esse é mais uma tentativa, pois a gramática ainda não criou palavras que te descrevam totalmente. Diante de tudo isso, só me resta criar. Sim. Um neologismo, você é o meu neologismo preferido, o que sai do coração e vem parar na ponta da caneta. Meu sonhamorado. O sonho de amor, que, talvez, eu achei que nunca encontraria, mas que para que minha história tivesse um final feliz, foi encontrado.


No tags 0